Home > Destaque > Huanchaco Pro Longboard e Junior pode decidir três títulos sul-americanos da WSL 

Huanchaco Pro Longboard e Junior pode decidir três títulos sul-americanos da WSL 

por | jun 20, 2024 | Destaque | 0 Comentários

O Huanchaco Pro Longboard e Junior, que teve início hoje, 20, no Peru, pode decidir três títulos sul-americanos da World Surf League (WSL) nesta semana.

Organizada pela FENTA (Federacion Deportiva Nacional de Tabla), esta é a última etapa da temporada 2023/2024 do Longboard e determinará os campeões na Playa El Elio, em Trujillo, La Libertad.

Arena Rodriguez Vargas também pode ser consagrada campeã sul-americana Pro Junior de 2024 antecipadamente, antes da última etapa prevista para novembro em Punta Rocas, Peru.

O evento começa nesta quinta, com transmissão ao vivo pelo WorldSurfLeague.com.

Na categoria Pro Junior feminina, Kalea Gervasi e Catalina Zariquiey ainda disputam o título. Catalina, com 15 anos, precisa chegar à final em Huanchaco para levar a decisão do título para a última etapa.

Kalea, vice-campeã nas duas primeiras etapas da temporada, precisa vencer na Playa El Elio para continuar na disputa. Arena pode garantir seu primeiro título sul-americano Pro Junior com uma vitória em Huanchaco, independentemente dos resultados de suas concorrentes.

A disputa pelo título masculino Pro Junior de 2024 segue acirrada e será decidida na última etapa. Ryan Kainalo, campeão de 2023, lidera o ranking após vencer em Lobitos.

No Longboard, os peruanos Lucas Garrido Lecca e Maria Fernanda Reyes estão na disputa pela liderança do ranking após vencerem em Lobitos.

Os rankings da WSL South America garantem a participação dos campeões sul-americanos no Circuito Mundial da WSL, que começa em julho em Bells Beach, Austrália.

Atualmente, os brasileiros Jefson Silva e Kate Brandi lideram o ranking, que considera os três melhores resultados nas quatro etapas, finalizadas no Huanchaco Longboard Pro.

Jefson Silva, vencedor da primeira etapa em Punta del Este, Uruguai, tem como principal concorrente o brasileiro Alexandre Escobar, vencedor da segunda etapa em Saquarema e vice-campeão em Lobitos.

Lucas Garrido Lecca e Matias Maturano, do Peru, precisam chegar à final em Huanchaco para ultrapassar os 2.150 pontos de Jefson Silva.

Na categoria feminina, cinco surfistas têm chances matemáticas de vencer o campeonato e garantir uma vaga no Circuito Mundial de Longboard da WSL. Kate Brandi lidera com 300 pontos de vantagem sobre Luana Soares e Rayane Amaral, que estão empatadas na segunda posição. As outras candidatas são Maria Fernanda Reyes e Evelin Neves, empatadas em quarto lugar.

Arena Rodriguez em Lobitos, Peru. Foto WSL
Sobre o autor

Origem Surf

Janaína Pedroso surfa há 21 anos. É formada em Comunicação Social/Jornalismo, com especialização em Roteiro para TV, Teatro e Cinema. Já atuou como apresentadora com passagens pela Globo, Band e CNT e como repórter para Editora Trip. Atualmente divide seu tempo entre a maternidade, o surfe, a produção de textos e à frente da empresa de comunicação Origem Press.

Postagens relacionadas
Layback Pro Prainha é a próxima atração da WSL no Rio

Layback Pro Prainha é a próxima atração da WSL no Rio

O Layback Pro Prainha, quarta etapa da temporada 2024/2025 da WSL South America, ocorre de 11 a 14 de julho na Prainha, Rio de Janeiro. Com transmissão ao vivo pelo site da liga, a etapa marca o sétimo campeonato promovido pela marca Layback, desde 2021. Laura Raupp e...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

inscrição feita!

Pin It on Pinterest