Home > Sem categoria > Code red: ondas gigantes estão previstas para Teahupo´o

Code red: ondas gigantes estão previstas para Teahupo´o

por | jul 5, 2024 | Sem categoria | 0 Comentários

Uma ondulação enorme está prevista para Teahupo´o, pico onde vai rolar o surf durante as Olimpíadas. Previsto para encostar no dia 10 de julho, a ondulação é nomeada “code red”, código vermelho, para alertar que o que deve vir são ondas enormes, gigantes e assustadoras, tratando-se de Teahupo´o.

Um momento em que houve esse mesmo tamanho de ondulação foi em julho de 2022. Alguns surfistas desafiaram as ondas com auxílio de jet-ski, já que na remada fica realmente impossível.

Confira uma ondulação code red em Teahupo´o

A decisão de colocar surfistas classificados para olimpíadas em Teahupo´o pode ser considerada polêmica ou, no mínimo, audaciosa?

Teahupo´o é sem dúvida uma das ondas mais perigosas do planeta, de modo que surfistas podem ser surpreendidos com condições bastante desafiadoras, como um code red, por exemplo.

Há basicamente dois cenários previstos. Um é o ideal, com ondas regulares, boa formação, tubos capazes de oferecer aos surfistas condições para mostrar ao mundo como a modalidade pode ser bela. O outro cenário aponta para algo ruim, como uma ondulação enorme, como esta prevista para o próximo dia 10 de julho. 

É fato que o código vermelho não costuma ocorrer com frequência, e uma vez previsto para os próximos dias dificilmente ele deve ocorrer novamente em curto período, como durante os jogos olímpicos, por exemplo.

Há porém um terceiro cenário: o flat; a ausência completa de ondas pode abater o pico, demonstrando clara “ressaca” pós ondas gigantes. Algo que não há base científica, nem qualquer comprovação, mas os mitos e lendas podem provar a veracidade deste fenômeno pouco compreendido.

Tudo o que sabemos é que dentro de alguns dias poderemos testemunhar uma entidade denominada Teahupo´o, capaz de formar as ondas mais assustadoras do planeta. 

O resto é pura especulação.

code red teahupo´o
Eimeo Czermak. Photo: Pedro Bala
Sobre o autor

Origem Surf

Janaína Pedroso surfa há 21 anos. É formada em Comunicação Social/Jornalismo, com especialização em Roteiro para TV, Teatro e Cinema. Já atuou como apresentadora com passagens pela Globo, Band e CNT e como repórter para Editora Trip. Atualmente divide seu tempo entre a maternidade, o surfe, a produção de textos e à frente da empresa de comunicação Origem Press.

Postagens relacionadas
Ian Gouveia de volta ao CT

Ian Gouveia de volta ao CT

Ian Gouveia está garantido para o CT 2025, após vitória na África do Sul, 3ª etapa do Challenger Series. O circuito dá acesso ao Championship Tour, CT, da WSL, e determina quem voltará a brilhar na elite do surf mundial. Matematicamente, após vitória na África do Sul,...

Italo e Caity são os campeões do mundial de Saquarema

Italo e Caity são os campeões do mundial de Saquarema

Italo Ferreira e Caity Simmers são os campeões da etapa mundial no Brasil, Vivo Rio Pro, apresentado por Corona. O evento que iniciou e finalizou nas ondas de Saquarema, contou com diferentes condições do mar. Apesar de ondas imperfeitas muitas vezes, ambos, Italo e...

Guia dos destinos de surf no Panamá: encontre as melhores ondas

Guia dos destinos de surf no Panamá: encontre as melhores ondas

O Panamá vem se consolidando como um destino ímpar para os amantes do surf, de aprendizes a experientes, devido a uma combinação de beleza natural, diversidade cultural e ondas excepcionais. Com vasto litoral, que recebe ondulações tanto do Oceano Pacífico quanto do...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

inscrição feita!

Pin It on Pinterest