Home > Destaque > 5 expressões machistas a serem banidas do surfe de uma vez por todas

5 expressões machistas a serem banidas do surfe de uma vez por todas

por | mar 8, 2021 | Destaque, Opinião | 33 Comentários

Não sei como começar esse texto. São seis da manhã, acabo de amamentar meu filho, que agora passeia no colo do pai para que eu consiga me concentrar.

por Janaína Pedroso

Enquanto escrevo, a panela de pressão está prestes a apitar, estou preparando o feijão da semana. Os cães latem, a chuva fina cai lá fora e posso ouvir o barulho das ondas que estouram a alguns metros. Minha vontade é sair correndo pro mar, largar tudo, surfar e esquecer da vida. Ontem foi um dia bom, apesar de ter dormido pouco, consegui surfar uma hora e meia pela manhã.

Mulher, mãe, surfista

O que falar dessa tríade na data de hoje? O que é ser mulher no Brasil? O que é ser mulher surfista no Brasil? Como é ser mulher sob o patriarcado? 

A verdade é que é uma luta ser mulher no Brasil, e olha que sou das privilegiadas: branca, superior completo, classe média; tá tudo certo pra mim. Mas apesar dos privilégios, ainda sou mulher. 

É pesado ser mulher, cansativo muitas vezes. Somos diariamente colocadas umas contra as outras, de modo que não somos irmãs. Crescemos na escola da vida que ensina a olhar outra mulher como rival.

‘Surfar mulher’ é matar um leão por dia. E não sei bem explicar o motivo concreto que faz com que me sinta assim.

É saber que talvez eu seja aceita naquele ambiente, não porque simplesmente amo o mar ou o surfe, mas talvez porque a minha presença faz ‘florescer o outside’. Já ouviu dizer em crowd florido? Florido o escambau! Mulheres na água não são flores ou bundas gostosas, são surfistas e ponto.

Aproveito o gancho para sugerir a você, homem que não quer ser um macho escroto na água, evitar desde já algumas expressões machistas:

  1. achei que você não fosse dropar
  2. belo backside
  3. surfa que nem homem
  4. você surfa bem para uma mulher
  5. o crowd está florido

Sororidade no surfe, alguém viu?

Já que o texto traz um tom de guia, práticas aceitáveis ou não no surfe, ou sei lá o que, as mulheres também podem fazer ‘a parte que lhes cabe’, para melhorar o ‘esquema todo’.

Me perdoem as manas dispostas, mas venho de um tempo em que mulher na água mal se cumprimenta; até hoje, confesso, forço-me a olhar no olho de cada menina que trombo na água, mas muitas vezes, a maioria, não tenho o mesmo olhar de volta. 

Ainda falta um longo caminho a ser percorrido. E acredito que a ausência de sororidade entre as surfistas não tem a ver com o ambiente, mas com a sociedade mesmo. Nesse sentido, o surfe é um microcosmo apenas. Mesmo assim fica a dica…

Menos machismo, mais respeito. Menos flores, mais igualdade. Menos rabeadas, mais humildade…

Allannah Brown, surfista inglesa rabiada, agredida e expulsa da água em Medewi, Bali, pelo local Muklis Anwar. O caso repercutiu e ele acabou perdendo o patrocínio. Foto Facebook Allannah Brown.
Sobre o autor

Origem Surf

Janaína Pedroso surfa há 21 anos. É formada em Comunicação Social/Jornalismo, com especialização em Roteiro para TV, Teatro e Cinema. Já atuou como apresentadora com passagens pela Globo, Band e CNT e como repórter para Editora Trip. Atualmente divide seu tempo entre a maternidade, o surfe, a produção de textos e à frente da empresa de comunicação Origem Press.

Postagens relacionadas
Surfar traz felicidade aponta estudo recente

Surfar traz felicidade aponta estudo recente

Surfar traz felicidade, isso é o que mostra estudo recente elaborado por pesquisadores da Universidade de Bristol, em parceria com The Wave; envolvendo mais de 1300 surfistas. Os resultados foram divulgados em um relatório que contem dados interessantes sobre...

J-Bay Classic reúne veteranos em evento especial

J-Bay Classic reúne veteranos em evento especial

Um seleto grupo de convidados chegou a Jeffreys Bay para o J-Bay Classic da World Surf League (WSL) apresentado pela Corona Specialty, que ocorre de 17 a 23 de junho de 2024. Entre os convidados estão Adriano de Souza, Mark Occhilupo, Stephanie Gilmore, Coco Ho e...

33 Comentários

  1. Eluy

    Parabéns pelo dia da mulher, que são todos os dias, mas não podemos esquecer desse dia que marca a homenagem aquelas mulheres que tanto lutaram por respeito em tempos mais difíceis que os atuais, pela família, pela visão da comunidade do surf que deveria ser mais unida e pelo texto. Um abraço de SP.

    • RRS

      Those must be the jealous baby boys who can’t surf as good a some females. Jaja Power to whomever can do it

      • Luciano

        Que piada de texto…kkkkkk perdi o meu tempo!
        O machismo/feminismo vem da sua própria cabeça. Não sabia que elogiar é ser ofensivo quando se fala que o mar está florido “Menos Flores” não entendi?,
        Vamos pensar em evolução, não em reparação!

        • Luciano

          *Nao em separação.

          • Nagilla

            Não entendeu porque seu raciocínio é machista, simples assim…

  2. Manoel

    Se é por direitos iguais!
    Fim da Lei Maria da Penha e licença de paternidade de 6 meses!!!

    • Lucas

      Mano, que bosta de comentário….

      • LUCIANO DOS SANTOS

        Triste ver que algumas mulheres querem manter essa ideia de machismo. Onde os homens estão evoluindo agora é a vez de algumas mulheres serem feministas. Não aprenderam nada com o erro nosso e querem fazer igual. Mulheres vocês não precisam ser femintas. Esse tipo de texto lixo só serve pra causar.

      • Rafael

        Crowd florido ofensivo, que piada de matéria, é querer inventar alguma coisa. Sociedade doente da nisso.

    • Romeu

      Muito bom texto. A maturidade da maternidade te fez bem. Parabens pelo texto.pelo surf pela família. Keep doing.keep surfing. Keep writing

    • Andre

      Putz… Com sua permissão, faltou captar a verdadeira essência… É além do direito: educação e respeito, só isso…

    • Nagilla

      E por que não lutar para que tenha a Lei “Zé da Penha”? Precisa? Em empresa que concedeu 3 meses de licença maternidade vi “homem” querendo recusar por medo de prejudicar sua carreira… que coisa, não?

    • Bárbara

      Omg!!!! Eu custo a acreditar, mas tem mesmo gente que pensa assim, né?! Por essas e outras que ainda temos pouco a comemorar em mais um 8 de março! Obrigada por abrir meus olhos e colocar meus pés no chão. A luta tem que continuar!

  3. Diego

    Texto bem zoado ! Pouca naturalidade cheio de padrões ,muita militancia …

  4. Eduardo

    Texto 80% desnecessário, desde quando dizer “achei que você não fosse dropar” é comentário machista? Então esse tipo de comentário eu não uso com meus amigos “pirus” que estão clmeçando agora? Muito forçada essa matéria.

    • GUSTAVO MONTEIRO MANHAES

      Boa matéria porém nos quesitos das falas se perderam. Qto o comentário 1 isso é mais usual possível e o último com ctz é visto pelos homens como um elogio em ter a presença feminina no Outside até pq as mulheres são ligadas diretamente as flores em um sentido de beleza e delicadeza.

    • Bárbara

      Só o fato de você comparar uma mulher a um amigo seu que está “começando agora” já revela que você automaticamente associa mulheres surfistas a iniciantes. Por isso é machista, é não acreditar no potencial da mulher.

  5. Raul Junior

    Gustavo Monteiro expressou exatamente o meu sentimento. Parabéns bro!

    Já quanto ao ser mulher no Brasil ou em outros locais do mundo, tem muito a ver com o acerto que se tem com os homens que lhe cercam, pois aqui em casa o feijão é meu enquanto ela amamenta.

    Paz interior à todos!

  6. Diego Assad

    GUSTAVO MONTEIRO MANHAES e RAUL JUNIOR, tudo muito bem colocado! Compartilhamos do mesmo pensamento!
    SOMOS TODOS SERES HUMANOS e ponto… trata-se da falta de interesse em Educar a população para que em um futuro próximo, todos possam conviver como iguais (o que realmente somos), porém biologicamente SOMOS DIFERENTES e isso é INEGAVEL! Vale ressaltar que nenhuma mulher é obrigada a ter filhos para poder surfar ou se responsabilizar por “fazer o feijão”, trata-se ESCOLHAS e das consequências que elas tem, na vida de cada um… Infelizmente um texto tendencioso e forçado, questão de escolha da autora, poderia ter utilizado a oportunidade para demonstrar como o surf feminino tem crescido nos últimos anos, tentar incentivar a prática por outras mulheres e etc. Mas talvez isso não fosse criar tanta polemica, esse é o mal dos atuais “formadores de opiniões”, estão mais preocupados com o ibope do que em propagar o bem…

    • Bárbara

      Então, o ponto que tenho a falar do seu comentário é a frase “somos todos seres humanos e ponto”. Se você não é mulher, não é negro, não é gay, ou alguma outra minoria, infelizmente você não sabe o porquê estamos tentando defender que não somos todos “iguais”. Você não teve as experiências que tivemos por fazer parte de uma dessas classificações. E você tem que se punir por ser um PRIVILEGIADO? Não!! De jeito nenhum. Inclusive, eu também carrego outros privilégios. Mas o privilégio traz também RESPONSABILIDADE: o dever moral de, ao invés de FALAR sobre algo que eu nem sei, ESCUTAR o que aqueles que sabem têm a dizer. É só isso, amigo, dar espaço para que as minorias possam falar, contanto que haja respeito, claro. Se você não concorda com o que está sendo dito, ok. Você não é obrigado a concordar. Mas ao menos esteja aberto, observe, se questione e, sempre que possível, apenas escute. Quando ouvimos um tema no qual somos privilegiados, é muito mais importante escutar do que falar. Aloha!

  7. Ted Mundy

    Achei que ela tava num dia ruim quando escreveu….comwntarios, simpatias ou gracejos fazem parte, relaxam e fazem amigos.

  8. Cezar

    Deixe o surf em paz ! Por favor !! Sai pra lá jacaré ! Vai militar dentro do seu banheiro , seja você homem ou mulher !! O esporte sempre foi muito bem sem o seu tipo por perto. Vai criar conflito na casa da sua vó !! Desrespeitar , insultar ou agredir homem ou mulher dentro da água é uma coisa. Outra coisa é você publicar material idiota , separar ,mais ainda , os meninos das meninas e vir atrapalhar o desenvolvimento do esporte. Nós pessoas normais já estamos de” saco cheio” ,essa, expressão muito antiga aliás, de pessoinhas pequenas como você que escreve esse tipo de material. Tanta coisa boa para escrever sobre o esporte …. vai entender…

    • Bárbara

      Perdeu a oportunidade de ficar calado, hein amigo. “O esporte sempre foi muito bem sem o seu tipo por perto”?! Com esse nível de evolução, em pleno século 21, não vale nem a pena eu perder meu tempo escrevendo nada. Por favor e por amor a seus possíveis filhos e filhas, faça terapia.

  9. Grealdo

    Que bosta de texto! Começou já se discriminando! Vai surfar e para de mi-mi-mi

  10. ANDERSON

    Caraca, tu vê o tamanho do problema quando tu lê os comentários, como é difícil o ser humano diminuir o seu ego e olhar mais pro outro

    • BáRbara

      Desesperador….

  11. Paulo

    Quer dizer que falar que o line up tá florido é ofensa machista!? blza então se entrar na minha frente vou passar por cima. aloha

    • Nagilla

      Nossa… medo do que o “homem” se tornou….

  12. Nagilla

    Interessante reparar que só vi comentários de pessoas com nomes masculinos… Será que as mulheres não se sentiram representadas ou só sentiram medo mesmo?

  13. Alexandre

    Até aqui tem militante chata.

  14. ujoj

    As we’ve all know INTERNET the most modern way to communicate with the people around the world. The INTERNET began to operate in the 1960’s. In this way, a single signal can be sent to multiple users. https://mgwin88tm.com/ The old fashion way in sending mails had been thrown out in some people. Mostly now uses E-MAIL for sending mails to different parts of the country or sending it to other countries.

  15. vfrt

    As we’ve all know INTERNET the most modern way to communicate with the people around the world. The INTERNET began to operate in the 1960’s. In this way, a single signal can be sent to multiple users. https://mgwin88tm.com/ The old fashion way in sending mails had been thrown out in some people. Mostly now uses E-MAIL for sending mails to different parts of the country or sending it to other countries.

  16. Lula na cadeia

    Só baboseira nesse texto. Não nada pra fazer não?

inscrição feita!

Pin It on Pinterest