Home > Destaque > Encontro celebra pluralidade de surfistas negras e nordestinas

Encontro celebra pluralidade de surfistas negras e nordestinas

por | out 2, 2023 | Destaque

No próximo sábado, 07, a praia do Pontal de Maracaípe, em Ipojuca, Pernambuco, receberá o Encontro Nacional de Surfistas Negras e Nordestinas 2023.

Organizado pelo Movimento Surfistas Negras, o evento reunirá mulheres para celebrar a pluralidade da mulher negra e nordestina. A programação extensa inclui aulas de surf, yoga, sessões de surf com atletas profissionais, roda de conversa, exposição de fotos, sessão audiovisual, música ao vivo e muito mais.

Segundo a organização, é um encontro de surfe feminino realizado por mulheres que pegam onda, mas não se limita à prática do esporte.

“Esses encontros são oportunidades singulares de conexão com mulheres incríveis. Falamos e somos ouvidas, e tudo acontece com afeto e acolhimento”, declarou Érica Prado, fundadora do Movimento Surfistas Negras.

O aulão de surfe será ministrado por ícones do esporte como Nuala Costa, primeira mulher negra a integrar o circuito brasileiro de surf e fundadora do TPM “Todas para o Mar”, Atalanta Batista, hexacampeã brasileira de Longboard, e Thati Gleise, uma das líderes do projeto Mina do Surf. Já a aula de Yoga será liderada por Cris Queiroz.

Surfistas Negras e Nordestinas

A roda de conversa “Estereótipos e padrões no universo do surf feminino” será mediada por Érica Prado, jornalista e ex-surfista profissional, e contará com a participação da Mestra e Doutora em Sociologia Alyne Nunes, da campeã brasileira de surfe 2021 Monik Santos, entre outras.

A fotógrafa paulista Swell Nóbrega assina a exposição de fotos, e a música ao vivo ficará por conta da artista local Jéssica Paixão.

O Encontro Nacional de Surfistas Negras e Nordestinas tem o copatrocínio de Corona Brasil e Rip Curl Brasil e conta com o apoio da Pousada Un Paso Del Mar, Positiva, Wave Grip e Hideways.

O movimento

O Movimento Surfistas Negras foi criado em 2019 com o objetivo de dar visibilidade às mulheres negras e nordestinas na cena do surf e mostrar que o mar pode ser um lugar de afeto e autoconfiança para todas.

Tornar o surf mais acessível, promover conexões e levantar debates sobre temas que atravessam as mulheres negras e nordestinas estão entre os principais pilares do movimento.

Nos últimos quatro anos, o movimento promoveu eventos em diferentes estados do Brasil, produziu conteúdos audiovisuais e formou uma equipe de surfistas profissionais que atualmente integra o Dream Tour.

Movimento Surfistas Negras. Reprodução YouTubr.
Surfistas Negras e Nordestinas
Surfistas Negras e Nordestinas reunidas. Foto Anna Catarina/Divulgação.
Sobre o autor

Origem Surf

Janaína Pedroso surfa há 21 anos. É formada em Comunicação Social/Jornalismo, com especialização em Roteiro para TV, Teatro e Cinema. Já atuou como apresentadora com passagens pela Globo, Band e CNT e como repórter para Editora Trip. Atualmente divide seu tempo entre a maternidade, o surfe, a produção de textos e à frente da empresa de comunicação Origem Press.

Postagens relacionadas
Surfar traz felicidade aponta estudo recente

Surfar traz felicidade aponta estudo recente

Surfar traz felicidade, isso é o que mostra estudo recente elaborado por pesquisadores da Universidade de Bristol, em parceria com The Wave; envolvendo mais de 1300 surfistas. Os resultados foram divulgados em um relatório que contem dados interessantes sobre...

J-Bay Classic reúne veteranos em evento especial

J-Bay Classic reúne veteranos em evento especial

Um seleto grupo de convidados chegou a Jeffreys Bay para o J-Bay Classic da World Surf League (WSL) apresentado pela Corona Specialty, que ocorre de 17 a 23 de junho de 2024. Entre os convidados estão Adriano de Souza, Mark Occhilupo, Stephanie Gilmore, Coco Ho e...

0 comentários

inscrição feita!

Pin It on Pinterest