ISA se manifesta sobre torre de transmissão que, segundo a comunidade, comprometeria espécies fundamentais, principalmente os corais

As Olimpíadas ainda não começaram, mas já há muito assunto sobre o surf nos jogos olímpicos. ISA se manifesta após questionamentos sobre a escolha do local, Teahupoo, na Polinésia Francesa, enquanto os outros esportes serão disputados na França, o mais recente imbróglio envolve a torre de transmissão e sua estrutura. Segundo a comunidade, ela comprometeria espécies fundamentais, principalmente os corais.

Hoje, a Associação Internacional de Surf pronunciou-se a respeito da torre. Confira a íntegra do comunicado oficial da ISA.

“A ISA ficou triste e surpresa ao ver que um teste realizado pelo governo da Polinésia Francesa resultou em danos ao recife de coral em Teahupo’o por uma balsa.

Como uma Federação Olímpica Internacional, a ISA é responsável pelas competições olímpicas de surf. As instalações e infraestruturas do local são de responsabilidade do Comitê Organizador de Paris 2024 em coordenação com o governo da Polinésia Francesa.

A determinação de que a antiga torre de julgamento não estava em conformidade legal foi tomada pelo governo da Polinésia Francesa. Como resultado, o governo da Polinésia Francesa e Paris 2024 decidiram construir uma nova torre.

Desde o início da proposta de sediar o surf olímpico na Polinésia Francesa, a ISA sempre insistiu que a proteção do ambiente natural em Teahupo’o é uma prioridade. Essa visão foi acordada e é compartilhada por todas as partes.

O governo da Polinésia Francesa tomou a decisão de pausar todos os testes e preparações adicionais para tirar lições após o incidente no recife. A ISA acolhe esta decisão e tem instado a consultas intensificadas para considerar todas as opções disponíveis.

Como surfistas ao longo da vida, somos apaixonados pela necessidade de proteger os oceanos, para nós e para as gerações futuras. Portanto, estamos comprometidos em trabalhar com todas as partes para encontrar um acordo comum sobre a realização da competição, protegendo o ambiente natural local.

Crédito da Imagem: Damien Poullenot/World Surf League

ISA torre