Home > Destaque > Mulheres em Bells: supresas e resultados já esperados

Mulheres em Bells: supresas e resultados já esperados

por | mar 26, 2024 | Destaque

A atuação feminina em Bells, trouxe algumas surpresas, além de performances já esperadas, como a de Tyler Wright, que registrou o maior somatório entre as mulheres.

A derrota de Molly Pickum, número 1 do ranking, que agora enfrentará a repescagem, foi sem dúvida a maior surpresa entre as mulheres em Bells. Até agora, nenhuma surfista foi eliminada, já que o evento foi interrompido antes da rodada de eliminação feminina.

Tatiana Weston-Webb também terá uma segunda chance. Apesar de pegar boas ondas, Tati não conseguiu superar suas adversárias na bateria mais competitiva do dia, que incluiu Tyler e Sally na disputa.

Já Luana Silva venceu e passou direto para as oitavas de final.

Ellie Harrison manda número 1 para repescagem. Foto Aaron Hughes/World Surf League.

Conheça Ellie Harrinson, convidada que bateu número 1

Ellie Harrison é uma surfista australiana de Barwon Heads, Victoria. Nascida em 20 de maio de 2005, começou a surfar aos 4 anos e entrou em competições aos 6 . Ellie venceu os Bells Trials, o Surfest Newcastle Pro QS 5,000, e a Série Qualificatória Regional da Austrália em um mês.

Em 2022, ganhou o WSL Peel Pro Junior em Mandurah, Austrália Ocidental, e qualificou-se para o Campeonato Mundial Júnior da WSL na Califórnia em janeiro de 2023.

Em entrevista à Surf Girl Mag, ela revelou que além do surf, gosta de jogar futebol, sair com amigos e fazer compras. Já viajou para Bali e Sumatra, na Indonésia, com Tea Bags em Sumatra sendo sua onda favorita. É inspirada por Steph Gilmore.

Sobre o autor

Origem Surf

Janaína Pedroso surfa há 21 anos. É formada em Comunicação Social/Jornalismo, com especialização em Roteiro para TV, Teatro e Cinema. Já atuou como apresentadora com passagens pela Globo, Band e CNT e como repórter para Editora Trip. Atualmente divide seu tempo entre a maternidade, o surfe, a produção de textos e à frente da empresa de comunicação Origem Press.

Postagens relacionadas
Layback Pro Prainha é a próxima atração da WSL no Rio

Layback Pro Prainha é a próxima atração da WSL no Rio

O Layback Pro Prainha, quarta etapa da temporada 2024/2025 da WSL South America, ocorre de 11 a 14 de julho na Prainha, Rio de Janeiro. Com transmissão ao vivo pelo site da liga, a etapa marca o sétimo campeonato promovido pela marca Layback, desde 2021. Laura Raupp e...

0 comentários

inscrição feita!

Pin It on Pinterest