Home > Destaque > Professora de surfe

Professora de surfe

por | out 15, 2019 | Bem-Estar, Destaque, Dicas, Entrevistas, Estilo de vida | 9 Comentários

Hoje, 15 de outubro, comemora-se o Dia do Professor no Brasil. De acordo com o site Brasil Escola, a data foi invenção de D. Pedro I. Então, para celebrar e homenagear esse ofício, que quase segui, o blogue apresenta Sabrina Carrijo. Mãe de Maria Clara, surfista, professora, educadora física e pedagoga, Sabrina chegou em Itamambuca há 25 anos.

Hoje aos 40, ela me conta logo no início da entrevista, sobre a idade. “Não sabia que seria tão feliz aos 40, estou vivendo minha melhor fase”.

A professora em mais um dia de aula de surfe. Que sala de aula!!

Enquanto conversa comigo, depois de dar uma aula de surfe, ela sorri e cumprimenta o vendedor de água. Moradora há quase três décadas de Ubatuba, a professora teve desde a chegada na cidade uma ligação muito estreita com a comunidade. “Escolhi Educação Física, depois Pedagogia e tenho outros cursos relacionados com a vida em comunidade”, conta.

Surfar: uma escolha

Desde quando começou a surfar, aos 15 anos, Sabrina fez escolhas a partir do esporte. “Surfar sempre foi minha escolha, então comecei a fazer coisas que me possibilitassem estar perto do mar”.

“Quando vejo a felicidade do aluno, nossa aquilo me preenche”

Atualmente, a professora dá aulas de surfe no canto esquerdo de Itamambuca, lugar privilegiado não só pela magnífica combinação mar, montanha, rio, mas por oferecer condições perfeitas para a prática do surfe de quem está começando.

Quando perguntada sobre os pré-requisitos necessários a quem está interessado em virar surfista, Sabrina diz que a única condição é não estar lesionado. “Até a quem não sabe nadar direito, conseguimos ensinar. Cada aluno tem um perfil e se esse for o caso, ficamos no raso. A única exigência mesmo é não ter nenhuma lesão”, explica.

A professora observa o aluno. “É a segunda aula dele, e já dropou sozinho!”, vibra.

Alunos de todos os tipos

Moradores, turistas, visitantes, homens, mulheres, crianças e idosos. Sabrina já ensinou um senhor em seus oitenta anos e perdeu a conta de quantas crianças já viu subir numa prancha de surfe.

“Uma vez dei aula para um senhor de mais de oitenta anos, fiquei impressionada com o físico e saúde dele.” Confessa.

Hoje em dia a professora de surfe consegue se doar integralmente aos alunos e alunas da própria escola. Mas, em um passado recente, Sabrina já foi responsável por levar classes com mais de 30 alunos para a praia.

“Vivi muito tempo em um ritmo que exigia muita responsabilidade, hoje consigo me doar mais a cada um dos meus alunos”.

Quer aprender a surfar?

Por fim, para saber mais sobre a Escola de Surfe Sabrina Carrijo, entre em contato através do perfil da professora no Instagram!

E boas ondas!!

Sobre o autor

Origem Surf

Janaína Pedroso surfa há 21 anos. É formada em Comunicação Social/Jornalismo, com especialização em Roteiro para TV, Teatro e Cinema. Já atuou como apresentadora com passagens pela Globo, Band e CNT e como repórter para Editora Trip. Atualmente divide seu tempo entre a maternidade, o surfe, a produção de textos e à frente da empresa de comunicação Origem Press.

Postagens relacionadas
Surf de Yago faz Brasil retomar esperança de título mundial

Surf de Yago faz Brasil retomar esperança de título mundial

O surf de Yago brilhou em El Salvador. A etapa Surf City El Salvador Pro finalizada ontem, 09, mostrou que o Brasil está na briga por mais um título mundial. Apesar da vitória de John John Florence, os brasileiros Yago Dora, vice-campeão, e Gabriel Medina avançaram no...

A história por trás de um viral emblemático do surf

A história por trás de um viral emblemático do surf

A internet trouxe com ela alguns fenômenos e um deles é sem dúvida o viral, aquele vídeo ou foto que viraliza, e alimenta o algorítimo em escalas montanhosas; e o surf também surfa a onda. Quanto mais visualizações, mais o bicho ganha tração. No surf há inúmeras...

Como o surf tem me salvado esses dias

Como o surf tem me salvado esses dias

Uma folha em branco, um nó na garganta, uma vontade de chorar, medo. As cenas do RS são de entristecer qualquer um. Não bastasse a violência das águas que varreram de casas a corpos, dias após a tragédia, as cenas são ainda mais devastadoras. Crianças sem pais em...

9 Comentários

  1. Cesar

    Sou professor de Educação Física, entretanto, nunca vi uma profissão tão alienada., infelizmente. Trabalho em Cabo Frio e tenho 2 matrículas no município

    • Fernando

      Vcs teriam o telefone para contato com a escola de surfe da Sabrina ??

  2. Luciana Pereira

    Viva os professores, todos!

  3. isabel

    chave jan! adorei

  4. mgwin

    An e-mail was developed through ARPANET as did the bulletin-board system. It has now different qualities; here are some of them; yahoo.com, yehey.com, mail.com, hotmail.com and more. People knew that it was a modern way in sending their mails to their families, friends, loved ones, and other relatives.

    https://mgwin88tm.com/

  5. fate watch order

    I always like to read a quality content having accurate information regarding the subject and the same thing I found in this post. Nice work.

  6. Netflix Com TV8

    Its like you learn my mind! You seem to know a lot about this, such as you wrote the eBook in it or something. I think that you simply can do with some p.c. to drive the message house a little bit, but instead of that, that is great blog. A great read. I’ll certainly be back.

  7. Hd Blog Collection For Android

    That’s really massive exposure post and I must admire you in this regard.

inscrição feita!

Pin It on Pinterest