As praias do Lázaro, Perequê-açu, Itaguá e Picinguaba, de Ubatuba (SP), estão impróprias (bandeira vermelha), de acordo com último boletim da Cetesb, divulgado ontem (29).

No Perequê-açu, onde funciona a sede da Escola Municipal de Surf, entre muitas outras escolas de surf, as crianças da rede pública de ensino foram diretamente afetadas. 

De acordo com um representante da escola, as aulas de surf ficarão suspensas até que a balneabilidade da praia do Perequê-açu volte à condição favorável (bandeira verde).

O grande volume de chuva, associado à poluição dos rios, ausência de saneamento e acúmulo de lixo devem ser fatores determinantes para a ausência de condições para banho nestas praias de Ubatuba.

Vale lembrar que tal condição afeta também as areias das praias, de modo que a poluição das águas acarreta na saúde dos frequentadores, sejam moradores ou visitantes de Ubatuba.

O novo boletim da Cetesb deve sair entre segunda-feira e terça-feira da semana que vem e, havendo condições favoráveis, as aulas de surf da escola Municipal voltarão ao normal. 

Além do surf no Perequê-açu, esportes como a prática de corrida de canoa, caiçara e havaiana, além de saídas de barcos de passeio também ficam comprometidas.

poluição em Ubatuba
Praia do Perequê-açu comprometida por poluição. Foto Janaína Pedroso