Home > Destaque > Intercâmbio no Surf: evolução com a troca de experiências

Intercâmbio no Surf: evolução com a troca de experiências

por | nov 29, 2023 | Destaque

O intercâmbio, uma prática milenar tanto de mercadorias quanto cultural, é fundamental em diversas áreas, incluindo o surf. Neste esporte, a troca de experiências por meio do intercâmbio tem se mostrado uma estratégia eficaz para melhorar o desempenho dos atletas.

Everton Silva, experiente coach de surf e fundador da Effect Surf, em Ubatuba, revela como o “intercâmbio no surf” impulsiona o crescimento dos surfistas. “A bagagem que eles (os surfistas) adquirem com a troca de experiências, tanto fora quanto dentro da água, é inúmera, pois cada atleta tem sua particularidade e abordagem diferenciada. A leitura de onda que cada um faz, o posicionamento na prancha, a movimentação – enfim, são inúmeros os fatores que contribuem para ampliar o conhecimento técnico quando se realiza um intercâmbio”.

Kauai Marinho, local de Saquarema. Foto Marcelo Geacomo / @nabuscadelas

Segundo Everton, as viagens proporcionam benefícios que vão além do esperado. A exposição a novos ambientes e desafios, como surfar em ondas desconhecidas, não só aprimora a técnica como também as táticas de competição. “Surfar novos picos é fundamental. Claro que em Ubatuba ficamos mal acostumados devido à enorme quantidade de beach breaks e vários tipos de ondas (cavadas, gordas, longas, curtas), mas o surfista tem que estar preparado para surfar todos os tipos de ondas, e cada praia tem sua peculiaridade, Saquarema não é exceção.

Everton enfatiza a importância de surfar em locais como Saquarema, famoso por sediar campeonatos mundiais. Ele ressalta a necessidade de os surfistas se adaptarem a diferentes tipos de ondas e condições climáticas, destacando a singularidade de Itaúna, com suas variações de corrente e ventos. “A familiaridade com ondas como as de Itaúna é crucial para o avanço na carreira dos surfistas.”

O intercâmbio no surf não é apenas uma viagem, mas uma jornada de aprendizado e adaptação. É um convite ao desafio; enfrentar ondas desconhecidas e competir em território alheio não apenas eleva a habilidade técnica, mas também o espírito competitivo e a resiliência dos atletas.

Essas experiências moldam surfistas completos, preparados para enfrentar não só as ondas, mas qualquer desafio que a vida lhes apresente.

Miguel Ferraz, de Ubatuba, após surf em Saquarema com a equipe Effect. Foto Foto Marcelo Geacomo / @nabuscadelas
Sobre o autor

Origem Surf

Janaína Pedroso surfa há 21 anos. É formada em Comunicação Social/Jornalismo, com especialização em Roteiro para TV, Teatro e Cinema. Já atuou como apresentadora com passagens pela Globo, Band e CNT e como repórter para Editora Trip. Atualmente divide seu tempo entre a maternidade, o surfe, a produção de textos e à frente da empresa de comunicação Origem Press.

Postagens relacionadas
Surf de Yago faz Brasil retomar esperança de título mundial

Surf de Yago faz Brasil retomar esperança de título mundial

O surf de Yago brilhou em El Salvador. A etapa Surf City El Salvador Pro finalizada ontem, 09, mostrou que o Brasil está na briga por mais um título mundial. Apesar da vitória de John John Florence, os brasileiros Yago Dora, vice-campeão, e Gabriel Medina avançaram no...

A história por trás de um viral emblemático do surf

A história por trás de um viral emblemático do surf

A internet trouxe com ela alguns fenômenos e um deles é sem dúvida o viral, aquele vídeo ou foto que viraliza, e alimenta o algorítimo em escalas montanhosas; e o surf também surfa a onda. Quanto mais visualizações, mais o bicho ganha tração. No surf há inúmeras...

Como o surf tem me salvado esses dias

Como o surf tem me salvado esses dias

Uma folha em branco, um nó na garganta, uma vontade de chorar, medo. As cenas do RS são de entristecer qualquer um. Não bastasse a violência das águas que varreram de casas a corpos, dias após a tragédia, as cenas são ainda mais devastadoras. Crianças sem pais em...

0 comentários

inscrição feita!

Pin It on Pinterest