O Emissário Roberto Mário Santini, conhecido como Quebra Mar de Santos, será o local do terceiro Festival Sul-Americano de Longboard Feminino, que ocorrerá nos dias 8, 9 e 10 de março. O evento contará com competições de surf para 12 surfistas profissionais convidadas, além de uma variedade de atividades culturais e sociais, incluindo shows, expositores, desfile de moda, aula de yoga e sessões de cinema ao ar livre. A abertura do festival incluirá um “Cine Surf” aberto ao público, com homenagens e a presença das surfistas.

O festival, que visa celebrar e promover a presença feminina no surf, especialmente no segmento de Longboard, atrai participantes de todo o Brasil e tem inscrições de surfistas da França. Mais de 150 mulheres confirmaram presença com suas famílias. A iniciativa conta com o apoio da DP World através do PROMIFAE (Programa Municipal de Incentivo Fiscal de Apoio ao Esporte) e tem patrocínio de várias empresas, incluindo Wickbold, Zampol, Sthill, entre outras.

Festival Sul-Americano Longboard Feminino no Dia Internacional da Mulher

Segundo Isabela Panza, organizadora do evento, o objetivo é criar uma plataforma inclusiva e empoderadora para mulheres no Longboard. O festival está aberto a todas as idades e níveis de habilidade, incentivando a participação de surfistas e suas famílias.

“Estamos muito entusiasmados em sediar a terceira edição do Festival Sul-Americano de Longboard Feminino. Nosso objetivo é criar uma plataforma inclusiva e empoderadora para as mulheres no Longboard e estamos ansiosos para oferecer uma experiência incrível para todas as participantes e espectadores”

Para mais informações sobre o Festival Sul-Americano Longboard Feminino e atualizações sobre o evento, é possível seguir as redes sociais do festival em @festivalsulam.longfeminino.

Festival Sul-Americano Longboard Feminino