Home > Destaque > Primeira Reserva Nacional de Surf: inscrições abertas

Primeira Reserva Nacional de Surf: inscrições abertas

por | jun 18, 2024 | Destaque, Meio Ambiente, Sustentabilidade | 0 Comentários

O Instituto APRENDER Ecologia lançou uma iniciativa para selecionar a primeira Reserva Nacional de Surf no Brasil.

Coletivos locais podem indicar praias candidatas até 30 de julho de 2024, através do site https://reservasdesurf.org.br/.

O objetivo é promover o desenvolvimento sustentável e a cultura do surf nas costas brasileiras. O programa oferece apoio contínuo, que inclui capacitações e monitoramento.

As praias serão avaliadas por critérios como qualidade das ondas, características ecológicas e engajamento comunitário.

Mais informações estão disponíveis em Reservas de Surf.

Reserva Nacional de Surf
Fotos: Fabrício Almeida

As Reservas Mundiais de Surf são áreas designadas para proteger e celebrar locais de surf de importância ambiental, cultural e econômica. Desde sua criação, em 2009, pela Save The Waves Coalition, várias reservas ao redor do mundo foram estabelecidas.

  1. Malibu, Califórnia, EUA (2010)
    Localizada ao norte da Baía de Santa Mônica, Malibu é conhecida por suas longas direitas perfeitas em Surfrider Beach. A reserva protege um dos mais icônicos spots de surf dos EUA, crucial para a cultura do surf californiano.
  2. Ericeira, Portugal (2011)
    Esta reserva abrange 8 km de costa ao norte de Lisboa e é famosa por suas diversas ondas de classe mundial, como Ribeira d’Ilhas e Coxos. Ericeira é uma das principais zonas de surf na Europa, com um rico ambiente marinho.
  3. Manly Beach, Austrália (2012)
    Situada em Sydney, Manly Beach é conhecida por ser a origem do surf na Austrália. A reserva protege uma das praias mais históricas e culturalmente significativas do país.
  4. Santa Cruz, Califórnia, EUA (2012)
    Estendendo-se por 11 km ao longo da Baía de Monterey, Santa Cruz possui vários points renomados, incluindo Steamer Lane e Pleasure Point, essenciais para a rica cultura de surf da Califórnia.
  5. Huanchaco, Peru (2013)
    Localizada na costa norte do Peru, Huanchaco é famosa pelos caballitos de totora, embarcações de junco usadas há milhares de anos, destacando a profunda conexão cultural entre o surf e a história local.
  6. Bahía de Todos Santos, México (2014)
    Esta reserva na Península da Baja Califórnia inclui spots como San Miguel e Isla Todos Santos, conhecidos por suas grandes e poderosas ondas, atraindo surfistas de todo o mundo.
  7. Punta de Lobos, Chile (2017)
    Próxima a Pichilemu, esta reserva protege uma das ondas mais emblemáticas do Chile. Punta de Lobos é famosa por suas enormes ondas e paisagens dramáticas.
  8. Gold Coast, Austrália (2016)
    Abrangendo 16 km de Burleigh Heads a Snapper Rocks, a Gold Coast é reconhecida por sua consistência e qualidade de ondas. É um dos locais mais famosos e frequentados por surfistas no mundo.
  9. Guarda do Embaú, Brasil (2019)
    Situada em Santa Catarina, esta reserva é conhecida por suas ondas consistentes e beleza natural, representando um exemplo de conservação ambiental no Brasil.
  10. Noosa, Austrália (2020)
    Localizada em Queensland, Noosa é famosa por suas direitas longas e suaves. A reserva protege um ambiente costeiro único, essencial para o ecossistema local.
  11. North Devon, Reino Unido (2021)
    Esta reserva abrange 30 km de costa e inclui locais como Croyde e Woolacombe, conhecidos por suas excelentes condições de surf.

Sobre o autor

Origem Surf

Janaína Pedroso surfa há 21 anos. É formada em Comunicação Social/Jornalismo, com especialização em Roteiro para TV, Teatro e Cinema. Já atuou como apresentadora com passagens pela Globo, Band e CNT e como repórter para Editora Trip. Atualmente divide seu tempo entre a maternidade, o surfe, a produção de textos e à frente da empresa de comunicação Origem Press.

Postagens relacionadas
Layback Pro Prainha é a próxima atração da WSL no Rio

Layback Pro Prainha é a próxima atração da WSL no Rio

O Layback Pro Prainha, quarta etapa da temporada 2024/2025 da WSL South America, ocorre de 11 a 14 de julho na Prainha, Rio de Janeiro. Com transmissão ao vivo pelo site da liga, a etapa marca o sétimo campeonato promovido pela marca Layback, desde 2021. Laura Raupp e...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

inscrição feita!

Pin It on Pinterest