Imagens que circulam nas redes sociais nos últimos dias, mostram um filhote de baleia franca e sua mãe em meio a um grupo de surfistas em Imbituba, Santa Catarina. O guia turístico Julio Vicente narra em áudio o momento. “Em 18 anos de trabalho nunca vi algo semelhante. O bebê quis brincar com os surfistas”, afirma Júlio. De acordo com o guia, a mãe do filhote teve trabalho para afastá-lo dos surfistas.

Reprodução YouTube.

por Anna Del Mar

Apesar das baleias francas serem muito dóceis, elas podem ser um risco para os praticantes de esporte que estiverem próximos ao local de suas aparições, que podem se ferir ao se chocarem com o animal. As fêmeas das baleias francas podem pesar até 60 toneladas e os machos 45. Um adulto mede entre 15 e 18 metros, além de possuir cracas ao longo do corpo.

A observação de baleias na costa brasileira, tem sido cada vez mais frequente. Além das francas, podem ser avistadas mynk, brydes, orcas e jubartes, em maior número.

O aumento de avistagens de baleias pela costa brasileira é oriundo do aumento populacional dessas espécies, que vem ocorrendo desde meados do século passado, decorrente da proibição da caça às baleias. Vale lembrar que os grupos de baleia estão aqui de passagem, migrando para reproduzir e dar à luz em águas mais quentes.

Confira minhas dicas para um encontro inesperado.

O que fazer durante um encontro com baleias?

  • mantenha a calma;
  • fique a pelo menos 50 metros de distância do animal;
  • se estiver a bordo de embarcações motorizadas (como barco ou jet ski) a distância mínima obrigatória é de 100 metros, com o motor no neutro, evitando dispersar os indivíduos e nunca bloqueando a passagem deles para o mar aberto;
  • observe, agradeça a oportunidade do encontro e afaste-se, o tempo de permanência próximo aos animais deve ser curto.

Lembre-se que tocar em animais marinhos é proibido por lei. Aliás, veja também as orientações do Ibama (nº 117/96) que proíbe:

  • aproximar-se de qualquer espécie de baleia com o motor ligado a menos de 100 m de distância do animal mais próximo;
  • religar o motor antes de avistar claramente as baleias na superfície ou a uma distância de no mínimo 50 m da embarcação;
  • perseguir, com motor ligado, qualquer baleia por mais de 30 m, ainda que respeitadas as distâncias estipuladas acima;
  • interromper o curso de deslocamento de cetáceo de qualquer espécie, dividindo-os ou dispersando-os;
  • penetrar intencionalmente em grupos de cetáceos de qualquer espécie, dividindo-os ou dispensando-os.
  • produzir ruídos excessivos, tais como música, percussão de qualquer tipo ou outros, além daqueles gerados pela operação normal da embarcação, a menos de 500 m de qualquer cetáceo;
  • despejar qualquer tipo de detrito, substância ou material a menos de 500 m de qualquer cetáceo;
  • é proibida a prática de mergulho ou natação, com ou sem o auxílio de equipamentos, a uma distância inferior a 50 m de baleia de qualquer espécie.

Imagens Julio Cesar Vicente