A Plastic Bank, empresa nascida no Canadá, que atua no Brasil, Indonésia entre outros locais, na reciclagem com sistema próprio conhecido como Plástico Social, celebrou recentemente a coleta de 2 bilhões de garrafas plásticas, as PET ‘s.

De acordo com a empresa, o marco do segundo bilhão foi alcançado doze vezes mais rápido do que o do primeiro e quase 2 milhões de quilos de plástico foram coletados no Brasil.

Com mais de dois mil coletores cadastrados no Brasil, a empresa pretende atuar em São Paulo e Espírito Santo em breve, já que por enquanto está presente somente no Rio de Janeiro, com quarenta pontos de coleta. Ao todo foram coletadas mais de 97 milhões de garrafas PET.

Para David Katz, chefe executivo da Plastic Bank, a poluição com plásticos e seu impacto nos oceanos é um dos desafios mais significativos do mundo. “A coleta de dois bilhões de garrafas PET é uma prova do fato de que cada um de nós pode ser um herói na redução do desperdício de plástico, enquanto melhoramos as vidas das pessoas que o coletam”, diz Katz.

A diretora geral da Plastic Bank no Brasil, Helena Pavese, comenta que a atuação no país é essencial para acelerar as metas globais da empresa. “Todos deveriam ter a missão clara de ajudar a reduzir o volume de plástico que chega aos oceanos. Queremos transformar o descarte incorreto e a desvalorização do trabalho de coletores em um ciclo virtuoso”, diz Helena.

Divulgação Plastic Bank.