“World Sports Photography Awards”, única competição global de fotografia esportiva, premia imagem captada pelo fotógrafo Octávio Passos, da surfista de ondas grandes Justine Dupont, em Nazaré, Portugal

A fotografia da onda surfada por Justine Dupont venceu na categoria “água”, além de conquistar o segundo lugar na colocação geral da premiação.

O responsável pela imagem é Octávio Passos, 36 anos, nascido na Ilha da Madeira. Desde criança ele cultiva uma relação especial com o mar. “Minha ligação com o mar é muito grande. Meu avó pescava e eu acompanhava ele muitas vezes no mar. Também tenho muitos amigos surfistas”, conta.

Passos é fotógrafo profissional desde 2006, tendo trabalhado em jornais e agências de notícias. Atualmente, ele é fotógrafo freelancer da Getty Images. 

Seus cliques já estamparam publicações como “Nazaré”, da editora Welbeck (11 maio 2023), escrito pelo inglês Matt Magendie. A foto de capa do livro é de Octávio Passos, que captou onda gigantesca surfada pelo brasileiro Lucas Fink.

“Já ganhei importantes prêmios nacionais e internacionais e, curiosamente, tenho uma outra história com (fotos do) surf em Preto e Branco, feitas na Ilha da Madeira, um estilo de foto mais artística que se chama Hawaii da Europa, em que ganhei o 1º lugar no prêmio de fotojornalismo na categoria de Esporte”, diz Passos.

A série de fotos em PB podem ser vistas aqui

https://www.instagram.com/p/Cok5QIEoVHl/?img_index=7

Sigam o perfil de Octávio Passos no Instagram!

Sobre a “World Sports Photography Awards”

Com mais de 700 imagens de diferentes fotógrafos, captadas por 70 países, o maior prêmio de fotografia esportiva do mundo, o “World Sports Photography awards”, premia profissionais e amadores. As fotografias são julgadas por representantes de diferentes vertentes como esporte, mídia, marcas e, é claro, fotografia.

Os prêmios variam de acordo com a colocação e vão de 1000 a 250 euros para cada imagem condecorada.

Sobre Justine Dupont

Surfista profissional francesa, Justine Dupont ganhou enorme notoriedade a partir do ímpeto de encarar as maiores ondas do mundo, especialmente em Nazaré. Nascida em 14 de setembro de 1991, Dupont iniciou no surf desde muito jovem.

Justine fez história no surf feminino em 13 de novembro de 2020, quando surfou uma onda em Nazaré, considerada por muitos a maior onda já surfada por uma mulher.

A origem da fotografia esportiva

A fotografia esportiva, como um campo distinto dentro da fotografia, começou a se desenvolver em meados do século XIX, a medida que a tecnologia fotográfica se tornou suficientemente avançada para capturar imagens de ação rápida.

Os primeiros experimentos com a fotografia de movimento são creditados a Eadweard Muybridge, um fotógrafo inglês do século XIX. Ele é mais conhecido por suas séries de cronofotografias que captavam o movimento de animais e humanos. A mais famosa dessas séries é “O Cavalo em Movimento”, datada de 1878, onde Muybridge foi capaz de registrar a sequência de um cavalo galopando, algo inédito naquela época.

Com a invenção do filme fotográfico em rolos no final do século XIX, a fotografia esportiva se tornou mais prática. A habilidade de tirar várias fotografias em sequência, sem precisar trocar placas de vidro, permitiu aos fotógrafos captar momentos decisivos. Isso levou ao desenvolvimento de câmeras mais avançadas, como a Leica de 35mm, que se tornou popular em meados do século XX, devido à qualidade de imagem e facilidade de uso.

No século XX, a fotografia esportiva começou a ocupar um lugar proeminente na imprensa. Jornais e revistas começaram a incluir fotografias de eventos esportivos em suas publicações, e a demanda por fotógrafos esportivos profissionais cresceu. Além disso, os avanços tecnológicos, como lentes, câmeras de alta velocidade e, eventualmente, câmeras digitais, ampliaram o alcance e a capacidade da fotografia esportiva.

A fotografia esportiva de hoje continua a evoluir, com tecnologias como drones e câmeras de alta velocidade permitindo novas perspectivas e maneiras de captar o esporte. A internet e as mídias sociais também desempenharam um papel significativo na expansão do alcance da fotografia esportiva, permitindo que imagens de eventos esportivos sejam compartilhadas instantaneamente ao redor do mundo.

Em resumo, a fotografia esportiva começou como uma extensão dos primeiros experimentos fotográficos com o movimento, e se desenvolveu em um campo profissionalmente reconhecido graças a avanços tecnológicos, aumento da demanda por imagens esportivas na mídia, e o desenvolvimento da profissão de fotógrafo esportivo.

NAZARE, PORTUGAL. Justine Dupont da França surfa na Praia do Norte, Nazaré, Portugal. Foto de Octavio Passos/Getty Images.