Começa a partir desta sexta, 27, o período em que pode ocorrer a etapa de G-Land, Java, Indonésia. O tricampeão mundial Gabriel Medina estará de volta após cerca de cinco meses longe das etapas mundiais. 

Além de Gabriel Medina, os brasileiros Filipe Toledo, Italo Ferreira, Miguel e Samuel Pupo, Caio Ibelli, Jadson André, Yago Dora e Tatiana Weston-Webb competem no evento. 

“Vejo o surfe do Gabriel muito compatível com as características da onda de G-land, que possui formação tubular, em uma bancada rasa e muito extensa de coral”, diz Claudinha Gonçalves, comentarista da Globo. 

A transmissão contará com os narradores Luiz Carlos Jr, Everaldo Marques, André Azevedo e Sérgio Arenillas e dos comentaristas Alejo Muniz, Bruno Bocayuva e Jessé Mendes.

O Globoplay e o site ge transmitem todas as baterias até às oitavas e, a partir das quartas de final, o sportv3 exibe ao vivo as baterias decisivas até a definição do título. 

A etapa de G-Land, que volta ao circuito depois de 25 anos, será a primeira após o corte dos surfistas no meio da temporada. Portanto, a primeira rodada terá oito baterias com três surfistas. O campeão de cada uma delas avança direto para as oitavas, enquanto os demais deverão passar pela repescagem. 

Gabriel Medina ganhou um convite da WSL para disputar a segunda metade da temporada. Para ter a chance de disputar o título, o atual campeão precisa se posicionar entre os cinco melhores do ranking até a última etapa antes da ‘WSL Finals’, que será realizada em Trestles, na Califórnia (EUA).

Minha última visão de G-Land, em 2015. Foto Filipe Burjato.