Home > Ubatuba > Festival Internacional de Cinema de Surf de Ubatuba divulga premiados

Festival Internacional de Cinema de Surf de Ubatuba divulga premiados

por | jun 22, 2022 | Destaque, Ubatuba | 1 Comentário

O FICSU, Festival Internacional de Cinema de Surf de Ubatuba, que rolou entre os dias 16 e 19 de junho, na Vermelha do Norte, em Ubatuba (SP), divulgou a lista de filmes premiados. As obras foram contempladas na noite de encerramento com a presença de Klaus Mitteldorf, homenageado da edição.

Foram dias com ações ambientais, debates, aulas de surf, yoga, cinema, oficinas para crianças, shows musicais, rodas de conversas e feira de produtores locais.

O FICSU exibiu ao todo 21 filmes inéditos no circuito.

O Prêmio Itamambuca foi para WATERMAN, de Isaac Halasima. O documentário conta a história de Duke Paoa Kahanamoku, cinco vezes medalhista olímpico que quebrou recordes e trouxe o surf para o mundo, enquanto superava desafios pessoais.  

O Prêmio Sununga foi para BANGLA SURF GIRLS, de  Elizabeth D. Costa e Lalita Krishna. O documentário imersivo leva ao coração de Cox’s Bazar em Bangladesh, e acompanha as transformações de jovens que se juntam a um clube de surf local para escapar da ameaça do casamento na primeira infância. O documentário captura emoções cruas, dinâmica familiar e as complexas pressões da pobreza.

Já o filme francês BELIEVE, de Michel Garcia, levou o Prêmio Vermelhinha. O filme acompanha alguns atletas durante Campeonato Mundial, antes da França entrar em confinamento. 

Dois filmes levaram o Prêmio Perequê Açu, dedicado a realizadores estreantes. O primeiro foi o peruano A LA MAR, de Bruno Monteferri, documentário que mostra os conflitos de interesses sobre as formas de usar o mar – poder público, pescador, surfista e especulação imobiliária. E como a mobilização dos surfistas culminou em algo inédito: em 2000, conseguiram que o Estado peruano aprovasse a Lei do Quebra-mar, a primeira lei do mundo para proteção das ondas. O segundo foi o brasileiro FÉ SALGADA, um doc-poesia das diretoras Victoria Zolli e Bia Pinho, de Ubatuba.

Já o Prêmio de JÚRI POPULAR foi para SKIMBOARD NAZARÉ, de Loic Wirth, sobre o campeão mundial de skimboard Lucas Fink, que encara seu maior desafio: descer as montanhas de água de Nazaré com sua pequena prancha sem quilhas.

BANGLA SURF GIRLS, de Elizabeth D. Costa e Lalita Krishna. Divulgação FICSU.

A segunda edição do FICSU – Festival Internacional de Cinema de Surf de Ubatuba é apresentada pela Decathlon e Ministério do Turismo, com apoio da Hou Beach Club, Cerveja Praya, Secretaria de Turismo de Ubatuba, Fundart e Prefeitura de Ubatuba, apoio cultural do SESC. A realização é da Trapézio Produções Culturais, Instituto Semente, Ministério do Turismo e Governo Federal.

Sobre o autor

Origem Surf

Janaína Pedroso surfa há 21 anos. É formada em Comunicação Social/Jornalismo, com especialização em Roteiro para TV, Teatro e Cinema. Já atuou como apresentadora com passagens pela Globo, Band e CNT e como repórter para Editora Trip. Atualmente divide seu tempo entre a maternidade, o surfe, a produção de textos e à frente da empresa de comunicação Origem Press.

Postagens relacionadas
Surfar traz felicidade aponta estudo recente

Surfar traz felicidade aponta estudo recente

Surfar traz felicidade, isso é o que mostra estudo recente elaborado por pesquisadores da Universidade de Bristol, em parceria com The Wave; envolvendo mais de 1300 surfistas. Os resultados foram divulgados em um relatório que contem dados interessantes sobre...

J-Bay Classic reúne veteranos em evento especial

J-Bay Classic reúne veteranos em evento especial

Um seleto grupo de convidados chegou a Jeffreys Bay para o J-Bay Classic da World Surf League (WSL) apresentado pela Corona Specialty, que ocorre de 17 a 23 de junho de 2024. Entre os convidados estão Adriano de Souza, Mark Occhilupo, Stephanie Gilmore, Coco Ho e...

1 Comentário

  1. Taniya

    Great article .

inscrição feita!

Pin It on Pinterest