A seleção brasileira está oficialmente escalada para o Lexus Pipe Pro 2024 da WSL, marcado para iniciar na próxima segunda-feira, 29, no Havaí. O evento, que abre a temporada do Championship Tour (CT) 2024, contará com a participação de oito surfistas masculinos e duas femininas, competindo em Banzai Pipeline.

Uma das principais novidades é a inclusão de Luana Silva no time feminino para toda a temporada do CT 2024, substituindo a surfista Stephanie Gilmore, que anunciou ontem uma pausa do CT. Por outro lado, o Brasil sentirá a ausência de João Chianca, o quarto melhor surfista do mundo em 2023, que não participará das duas primeiras etapas no Havaí devido a um processo de recuperação de um acidente.

A cobertura ao vivo do evento sofreu mudanças significativas, com a transmissão agora sendo produzida no Brasil. Edinho Leite, Ian Cosenza, e Cris Pires serão os responsáveis pela narração e comentários das etapas do CT 2024, transmitidas pelo WorldSurfLeague.com e pelo aplicativo e canal da WSL no YouTube.

Etapa em POrtugal (2022) com ótimas ondas. Foto Margarita Salyak/World Surf League

João Chianca, atual número 4 do mundo e qualificado para as Olimpíadas de Paris 2024, está fora da etapa e se recupera após acidente em Pipeline no final de 2023. O marroquino Ramzi Boukhiam o substituirá na primeira etapa do mundial.

Luana Silva, apesar de jovem, já possui experiência na elite mundial e, após competir em 2022, retorna para representar o Brasil, fortalecendo a presença feminina brasileira na WSL. Nascida e criada em solo norte-americano, mas filha de pais brasileiros, Luana teve desde cedo incentivo para surfar diferentes picos ao redor do mundo.

Luana Silva em 2021, Haleiwa. Foto: Keoki Saguibo/World Surf League.

Com a preparação completa, a equipe brasileira visa desempenhos destacados no Lexus Pipe Pro 2024, mantendo o Brasil como uma potência no surf mundial. A competição não só marca o início da temporada do CT, mas também destaca a força e o talento dos surfistas brasileiros no cenário internacional.

Definidas as primeiras baterias do Pipe Pro 2024 da WSL

FEMININA – 1.a e 2.a=Oitavas de Final /  3.a=Repescagem:
1.a: Tyler Wright (AUS), Bettylou Sakura Johnson (HAV), Luana Silva (BRA)
2.a: Carissa Moore (HAV), Sally Fitzgibbons (AUS), Brisa Hennessy (CRC)
3.a: Caroline Marks (EUA), India Robinson (AUS), Moana Jones Wong (HAV)
4.a: Caitlin Simmers (EUA), Gabriela Bryan (HAV), Isabella Nichols (AUS)
5.a: Molly Picklum (AUS), Tatiana Weston-Webb (BRA), Alyssa Spencer (EUA)
6.a: Lakey Peterson (EUA), Johanne Defay (FRA), Sawyer Lindblad (EUA)

MASCULINO – 1.o e 2.o=Terceira Fase / 3.o=Repescagem:
1.a: Yago Dora (BRA), Matthew McGillivray (AFR), Kade Matson (EUA)
2.a: Gabriel Medina (BRA), Callum Robson (AUS), Deivid Silva (BRA)
3.a: Jack Robinson (AUS), Rio Waida (IDN), Kelly Slater (EUA)
4.a: Griffin Colapinto (EUA), Seth Moniz (HAV), Ramzi Boukhiam (MAR)
5.a: Ethan Ewing (AUS), Cole Houshmand (EUA), Jackson Bunch (HAV)
6.a: Filipe Toledo (BRA), Samuel Pupo (BRA), Shion Crawford (HAV)
7.a: John John Florence (HAV), Caio Ibelli (BRA), Jake Marshall (EUA)
8.a: Leonardo Fioravanti (ITA), Liam O´Brien (HAV), Imaikalani deVault (HAV)
9.a: Ryan Callilnan (AUS), Jordy Smith (AFR), Frederico Morais (PRT)
10: Connor O´Leary (AUS), Kanoa Igarashi (JPN), Eli Hanneman (HAV)
11: Barron Mamiya (HAV), Ian Gentil (HAV), Crosby Colapinto (EUA)
12: Miguel Pupo (BRA), Italo Ferreira (BRA), Jacob Willcox (AUS)